Justiça realizou operação para bloqueio ou suspensão de 210 sites e 100 aplicativos de streaming ilegal

Sob determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Polícia Civil realizou na sexta-feira a Operação 404. As buscas foram realizadas em Porto Alegre, Pelotas, Canoas e em cidades de outros 11 estados. O objetivo da ação é de reduzir a existência de aplicativos de streaming e sites de downloads de filmes e séries.

De acordo com o delegado Alessandro Barreto, que coordena o Laboratório de Operações Cibernéticas, integrado ao Ministério da Justiça, aproximadamente 20 milhões de lares assistem, através de plataformas piratas, filmes, séries, futebol, dentre outros conteúdos. Ao todo, foram derrubados 210 sites e 100 aplicativos de streaming que compartilhavam conteúdo de forma ilegal.

Vale ressaltar que, segundo o delegado, o foco da operação são as pessoas que veiculam o material e não os consumidores. Visto que, a grande maioria se quer tem a informação de se tratar de um produto ilícito.

Além do prejuízo financeiro para toda a cadeia de produtores de conteúdo audiovisual, “alguns desses sites, aplicativos e caixas de TV paga são infectados com malwares (softwares maliciosos que pode prejudicar o sistema dos dispositivos)”, disse o delegado.

O Ministério da Justiça alertou que a as investigações continuam, para que sejam identificadas mais ações ilegais em outros sites e aplicativos e também quem vende sinal de TV por assinatura de forma ilegal.

A operação foi batizada de “404”, o código de erro que indica que a página buscada não foi encontrada.

Fonte: Agência Brasil.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *