BITCOINS: O DINHEIRO DIGITAL

Em meio a era digital, você pode achar que já não há nada mais que possa ser “inventado” na rede de computadores… Mas sempre tem algum “maluco” (ou gênio!) com alguma ideia inovadora, chamando atenção dos usuários mais adeptos, empresas, e principalmente, gente que não perde as novidades da rede, como nós!

Nesta semana, vamos falar do Bitcoin, uma moeda digital que pode ser usada para transações comerciais. Com ela é possível comprar produtos e serviços, assim como fazemos com o real, o dólar, o euro ou qualquer outra moeda. O Bitcoin não tem uma forma física, não é uma nota e nem uma moeda comum como conhecemos. O Bitcoin é um código. Como assim? Dinheiro digital?

Nossas compras, contas e pagamentos são feitos com dinheiro normal, tendo sempre um intermediário, neste caso o banco, o sistema financeiro de cada país. O Bitcoin é uma moeda descentralizada que não possui local físico onde são criadas. É algo feito de pessoas para pessoas, e qualquer um pode entrar na rede e comprar bitcoins, basta seguir os passos de cada site que realiza o serviço e arcar com as taxas cobradas por eles. O mais conhecido deles é o Mercado Bitcoin, mas é possível encontrar no Google outras plataformas disponíveis para adquirir um Bitcoin.

Não se sabe ao certo quem foi o inventor desta moeda, mas sabe-se que surgiu no ano de 2008, e graças a crescente da rede mundial de computadores, vem ganhando espaço e sendo discutida pelos usuários. Várias empresas no Brasil e no mundo já aceitam pagamento em Bitcoins.

O entendimento desta criptomoeda, como é chamada, é complexo: seu processo é feito através de muitos cálculos, até que se chegue ao resultado final que é chamado de bloco. Este bloco gera as sequencias alfa- numéricas, que são registradas na rede, e assim forma um bitcoin. Tal processo é chamado de mineração, uma analogia ao trabalho de minerar para encontrar o ouro. Neste caso, os mineradores de bitcoins são pessoas com computadores potentes e disponibilidade de gerar blocos e mais blocos, gerando bitcoins e os vendendo para quem quer comprar. É isso que faz do bitcoin uma proposta tão tentadora, pois não há controle, tudo funciona com base na lei da oferta e demanda.

Como funciona na prática?comprar-e-vender-bitcoins-guia-face

Para comprar bitcoins você precisa ter uma “carteira virtual” o que pode ser feito online, ou num software que pode ser instalado no computador ou no celular. Seguindo as instruções a pessoa recebe um código, como uma senha de banco. A sequência de letras e números que esse sistema gera é a porta de entrada para transações futuras. Assim, você adquire Bitcoins em algum lugar, fornecendo seu endereço virtual para recebê-los, e paga normalmente no boleto e cartão de credito. No momento de pagar algo basta usar o software e fornecer o código bitcoin, com o destino e o valor. Essa transação vai para a rede e é acomodada em um bloco, quando este bloco for finalizado, a transferência também estará.

É seguro?

Por ser uma moeda que não possui órgão controlador, e não é ligada a nenhum governo, o bitcoin causa um impacto grande na economia. Embora fácil e rápido, há quem queira investir tudo o que tem na intenção de ficar milionário e este pode ser um erro gigantesco. Mas claro, você pode ter A disponibilidade, computadores potentes e conhecimento técnico para “minerar” bitcoins arduamente como outros muitos usuários da rede, e tentar ganhar dinheiro com isso. Mas a recomendação é de não investir tudo o que tem numa moeda que oscila tanto.

Vale a pena?

Com o perdão do trocadilho, toda história tem os dois lados da moeda. Pode ser muito vantajoso possuir bitcoins, comprar e vender, desde que haja cuidado. Por outro lado, investir numa moeda que tem sua cotação oscilante, que muda praticamente todos os dias é perigoso. É necessário pensar no quanto será perdido caso um dia exista alguma falha ou fraude na sua conta, ou mesmo se esta moeda existirá por muito tempo. No entanto, considerando a constante alta e popularidade do mercado, também se faz muito dinheiro com bitcoin. Em 2011, uma unidade de Bitcoin era comprada por R$ 5,03. Em julho de 2016, estava por R$ 2.300,00. No final de novembro, de 2017, estava por R$ 40.00,00. E enquanto a gente finaliza esse texto, um pouco antes do Natal de 2017, o preço da Unidade de Bitcoin está em R$62.800,00 (!!!!)

Em suma, os bitcoins se firmados como moeda válida em todo mundo, se as empresas se especializarem em atender este público, pode ser que haja uma grande revolução no nosso modo de usar dinheiro e assim em toda a economia do mundo. Seria uma forma de melhorar? Isso ninguém pode afirmar. Mas se suas dúvidas foram esclarecidas, nós já ficamos felizes!! Qualquer comentário ou sugestão que tiver, mande pra gente!

E aí? Interessado em ser dono de bitcoins?

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *