50 anos da internet: como tudo começou

Hoje a gente se diverte, aprende, trabalha e realiza muitas atividades na internet. Você sabia que tudo isso começou com os militares há 50 anos? Então, te acomoda aí, que lá vem história.

Foto: Blog do diretor-presidente do #NICbr Demi Getshko

Foi em outubro de 1969, que ocorreu a primeira tentativa de envio de uma mensagem eletrônica. O objetivo, na época, era de conectar a agência norte-americana Advanced Research and Projects Agency – ARPA (Agência de Pesquisa e Projetos Avançados, em português) a outras instituições de pesquisa como a Universidade da Califórnia e Santa Bárbara; Instituto de Pesquisa de Stanford e Universidade de Utah. Naquela época, a tecnologia se chamava ARPANET, fazendo referência ao nome da agência de pesquisa.

Em estudos realizados pelos pesquisadores nos anos seguintes foi criado o TCP/IP (Transmission Control Protocol / Internet Protocol). Um grupo de protocolos que são a base da internet na década de 1970 até os dias atuais.

Na década de 1980, foi possível a integração de outros centros de pesquisa à rede da ARPA. Foi em 1985 que a Fundação Nacional de Ciência dos EUA (NSF, na sigla em inglês) interligou os “supercomputadores” do seu centro de pesquisa para a ARPANET. A NSFNET e ARPANET eram os backbones, que na tradução livre para o português, significa espinha dorsal. Essa rede mais robusta era necessária, juntamente com demais computadores ligados a elas, inclusive de outros países, para constituir a primeira rede de INTERNET.

A comercialização da internet iniciou somente em 1993 nos EUA. No Brasil, a partir de uma força tarefa do Ministério das Comunicações, em abril de 1995, surgiuo backbone nacional de uso misto (comercial e acadêmico), resultante da expansão e reconfiguração do backbone de uso puramente acadêmico. Desta maneira, foi possível uma cobertura nacional, vasta gama de aplicações, e baixo custo para o usuário final.

Internet nos anos 90

Naquela época, só pessoas e empresas com mais recursos tinham um computador.  Outra opção era o acesso às lan houses.  A maioria das pessoas usavam o Windows 95, e passavam horas jogando “paciência” ou “campo minado”,  já que a conexão era mais barata depois da meia noite ou nos finais de semana. Não existiam buscadores – como hoje estamos acostumados com o Google. Os usuários seguiam os links disponíveis nas páginas na esperança de encontrar algo interessante.

Na internet, as páginas que existiam eram cheias de GIFs, fundos coloridos, imagens que carregavam em partes e música no fundo. Para quem não é desta época, ou quem quer recordar, dá uma olhada nesse site criado pelo designer alemão Cameron Askin:
cameronsworld.net

No ano de 1996 a Coprel se conectou a rede de internet e em 1997, instalou o provedor para seus colaboradores e comunidade.


Internet nos anos 2000

Fonte: Olhar Digital

Nos anos 2000, aconteceu o “boom” das redes sociais. Vamos citar algumas para os antigos relembrarem e os mais novos tomarem conhecimento:

– ICQ

– MSN

– Orkut

– Flogão

– LimeWire/Emule (para download de músicas)

– MySpace

– Blogger (todo mundo tentou ter um blog)

– Chat (Chat Terra e UOL)

Além das pesquisas escolares e a utilização  da internet para o trabalho, era basicamente isso o que mais consumia o tempo das pessoas naquela época.

Internet nos anos 2010

Fonte: Freepik

Vamos combinar que um marco histórico para a internet foi a fundação da operadora de telecomunicações Triway (Coprel Telecom Ltda.) no ano de 2010. 😉

Mas vamos deixar a modéstia de lado e falar sobre a universalização da internet. Transações financeiras cada vez mais comuns e compras on-line também. As conexões por telefone fixo vão ficando de lado, e a tecnologia via rádio e fibra ótica vão se popularizando. O acesso pelo celular, através de redes móveis, permitiu ainda mais pessoas de diferentes classes econômicas pudessem acessar a internet.

Agora vamos a alguns marcos dos “anos 10” na internet.

– Em 2012 foi  extinto o Megaupload pelo FBI, por violar direitos autorais.

– Também em 2012, o Facebook atingiu um bilhão de usuários (hoje está com aproximadamente 2,3 bilhões)

– O Skype foi comprado pela Microsoft em 2011. Em 2013, o MSN foi extinto.

– Em 2014, o Facebook comprou o WhatsApp e o Instagram.

– Foi também em 2014 que o Google anunciou o fim do Orkut.

– Nesta década também, tivemos o crescimento das plataformas de vídeo e áudio, como o YouTube, Netflix e Spotify.

Segundo a pesquisa TIC Domicílios, divulgada em agosto deste ano, 70% da população brasileira tem acesso à internet. São 126,9 milhões de pessoas usaram a rede regularmente. Destes, 97% dizem acessar a internet pelo celular. Os dados são referentes ao ano de 2018.

E pra você? O que mais lembra da “saudosa” internet? Consegue imaginar a sua vida sem conexão? O que esperar para os anos 2020? Conta pra gente nos comentários. 😉

Confira os sites que obtivemos estas informações:

https://www.cgi.br/publicacao/internet-mudanca-ou-transformacao/

https://www.tecmundo.com.br/infografico/9847-a-historia-da-internet-pre-decada-de-60-ate-anos-80-infografico-.htm

https://brasilescola.uol.com.br/informatica/internet.htm

https://homepages.dcc.ufmg.br/~mlbc/cursos/internet/historia/Brasil.html

https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2019/08/28/uso-da-internet-no-brasil-cresce-e-70percent-da-populacao-esta-conectada.ghtml

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *